Mês: outubro 2011

Simples proteção

Lavar as mãos é mais que um hábito de higiene. É uma forma de prevenir doenças. Isso porque as mãos são veículos de transmissão de micróbios, como explica o infectologista Moacir Jucá. O médico diz que o simples ato pode nos proteger contra hepatite A, diarréia, meningite, infecções respiratórias e gripe. Um passo a passo de como lavar bem as mãos. O ritual deve demorar cerca de 50 segundos.

1º Molhe bem as mãos com água

2º Coloque o sabonete
  
3º Ensaboe as palmas das mãos, esfregando-as entre si
4º Esfregue a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda, entrelaçando os dedos e vice-versa
5º Entrelace os dedos e esfregue-os entre eles
  

6º Encaixe as mãos em forma de meia concha e faça movimentos segurando os dedos
7º Esfregue o polegar esquerdo com o auxílio da palma da mão direita e vice versa
8º Esfregue as pontas dos dedos e unhas contra as palmas das mãos fazendo movimentos circulares
9º Enxágue bem as mãos
10º Enxugue-as com papel toalha

  Fonte: Jornal Estado de Minas        

Dê um Alivio para as suas costas

Dá hora em que a gente acorda à que vai dormir, a coluna rala para manter o corpo ereto. Nossas vértebras precisam sustentar o tronco e, para piorar, nem sempre nos preocupamos com esse conjunto de ossos ao realizarmos as atividades cotidianas. Não à toa, 80% da população no globo já teve ou terá entraves ali. Por exemplo, ao levantar-se da cama, em vez de usar os músculos próximos do umbigo e os das costas para se erguer, o correto é se apoiar nos braços, mais fortes e preparados, enquanto joga as pernas para fora do leito. Quando for escovar os dentes, experimente colocar uma mão na pia mantendo esse braço estendido. Também deixe uma das pernas dobradas, porque isso distribui melhor o peso.
 
Vai dirigir? Então, posicione o encosto do carro em um ângulo um pouco maior que 90 graus em relação ao banco. Certifique-se ainda de que os braços estejam suavemente dobrados e que as mãos fiquem logo acima da metade do volante. Se estiverem firmadas na parte de baixo, o trapézio reclama. Se ficarem muito no alto, é a região cervical padece.
 
Exercícios para fortalecer a coluna e a região abdominal são bem-vindos, mas sempre sob a supervisão de um profissional.
 

Diminuir a carga de trabalho das suas costas ajuda a evitar a aposentadoria precoce- delas e do seu bem- estar.

 


Fonte: Revista Boa Forma

Músculos sempre em forma.


Para quem leva uma vida sem rotina, tem dificuldade para colocar a academia na agenda e acaba indo semana sim, outra não, vale ficar de olhos nas conclusos de um estudo americano feito com voluntárias de 20 a 35 anos ao longo de oito meses e publicado no periódico oficial do american college off sports medicine:

– Ficar sem malhar por mais de duas semanas leva à perda de massa e definição muscular, mas não vai reduzir seus ganhos de força.

– Diminuir o número de aulas, mas não a intensidade do treino por, no máximo, duas semanas faz você continuar ganhando músculos. Se passar de três sessões por semana para uma, por exemplo, tudo bem.

– Se além da freqüência do treino, você reduzir a carga, consegue manter (mas não continuar ganhando) os músculos.

– Os pesquisadores avisam: ninguém vai conservar músculos firmes para sempre malhando apenas uma vez por semana.
O recado é que, nas férias ou naqueles períodos mais corridos, nem tudo está perdido: você pode até treinar menos, mas não parar.

Fonte: Revista Boa Forma