Mês: maio 2012

Pilates no trabalho

A vida de um profissional moderno tem se resumido a horas trabalhando sentado diante do computador. Comprovado através de pesquisas realizadas em diversos tipos de ambientes de trabalho, as pessoas que tem este tipo de profissão são caracterizadas pelo sedentarismo, causador de inúmeras doenças como diabetes, obesidade, ansiedade, aumento do colesterol e ate mesmo, perda da auto-estima.
Cientes disso, as empresas estão investindo cada vez  mais em proporcionar uma melhoria na qualidade de vida dos funcionários, trazendo ao local de trabalho atividades físicas anti-estresse.
O pilates tem sido utilizado como forma de aumentar a produtividade no trabalho e consequentemente o lucro da empresa. 
Através da contratação de instrutores de pilates para ministrar aulas semanais, os gestores tem avaliado mitos dos benefícios proporcionados pelo pilates:
 
– Diminuição da incidência de doenças;
– Diminuição dos custos de assistência medica;
– Diminuição dos índices de falta e acidente de trabalho;
– Evita lesões por esforço repetitivo;
– Aumento da concentração, resistência e produtividade;
– Diminuição dos níveis de estresse.
Esta pequena pausa da rotina da empresa permite que os funcionários reflitam melhor sobre suas ações e tomem decisões mais acertadas.
Garantir o bem estar do funcionário é garantir retorno na produtividade da empresa!

Massagem


A massagem é uma prática milenar que ajuda a aliviar tensões físicas e emocionais, combater dores musculares e reduzir o estresse e o cansaço do dia a dia. Para aqueles que não tem tempo de frequentar uma clínica, a automassagem é uma maneira fácil e eficaz de relaxar. A terapeuta Mari Maruyama reuniu uma série de dicas que ensinam como aplicar a técnica. Antes de iniciar o tratamento, recomenda-se tomar um banho quente para soltar a musculatura, concentrando a ducha na região dos ombros e pescoço. Com alguns exercícios simples, é possível tratar inúmeros males.
Para intestino preso:
Deite-se em uma superfície plana e coloque as mãos no abdômen, fazendo movimentos circulares no sentido horário. Depois, deixe as pontas dos pés voltados para dentro, levante a perna esquerda o mais alto que puder e em seguida abaixe-a. Repita oito vezes o exercício. Não é necessário movimentar a perna direita, porque o intestino é controlado pelo lado esquerdo do corpo.
Para cólica:
Posicione três dedos abaixo do umbigo, à esquerda, e pressione levemente o local por 15 segundos.
Para dor na lombar:
Deite sobre as mãos fechadas e role o corpo de um lado para o outro com cuidado. As mãos devem estar posicionadas sob o ponto dolorido da coluna. Também podem ser utilizadas duas bolinhas de tênis.
Para o estresse:
Solte todo o ar do pulmão e depois encha 20% do diafragma. Em seguida, estufe o abdômen e solte o ar novamente. Repita 20 vezes o exercício.
Para dor de cabeça:
Pressione as têmporas com as pontas dos dedos e faça movimentos circulares.
Para tensão no pescoço:
Coloque as mãos sobre dois pontos paralalelos da nuca e movimente-as na horizontal. Aproxime uma da outra sem deslizá-las sobre a pele. Repita o movimento por toda a extensão da coluna cervical.
Pernas cansadas:
Flexione o pé e depois estique como se fosse pisar no acelerador de um carro. Ao mesmo tempo, aperte a panturrilha com as mãos e vá do joelho até o calcanhar.