A Osteopatia é uma terapia que tem como princípio tratar o ser humano no seu todo.

Osteopatia e suas três vertentes:

– Estrutural
– Visceral
Craniana

Elas avaliam e relacionam os sintomas e alterações locais e à distância. Por exemplo: se você rompeu um ligamento do tornozelo a 10 anos atrás, ocorre uma alteração da biomecânica no tornozelo. Os joelhos vão se adaptar tentando manter sua função com a menor sobrecarga possível, assim como o quadril. Dessa forma, se o corpo não conseguir se corrigir, essas alterações podem levar futuramente a uma lombalgia, já que existem ligamentos e músculos que ligam o quadril à região lombar.

O papel do osteopata é conhecer todas as causas possíveis dentro do histórico do paciente e tratar a causa primária, deixando com que o corpo vá se reajustando. Outro exemplo é quando ocorre também uma dor na coluna por um mal funcionamento de algum órgão, o que chamamos de dor referida. Por isso, não se deixe enganar. Não existe osteopatia visceral, estrutural e cranial separadas. O paciente sempre deve ser tratado numa visão global, relacionando essas três vertentes. Marque já sua consulta e vivencie os benefícios!

Ana Carolina Cipriano Saliba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *